Home / Significado dos 64 Hexagramas / Hexagrama 24 – O Retorno

Hexagrama 24 – O Retorno

O Significado do hexagrama 24 do I Ching 'O Retorno'

O oráculo

Retorno. Sucesso!
Entra e sai sem embaraços.
Os amigos chegam e não há erro algum.
Eles retornam ao lugar de onde vieram
e levam ao todo sete dias.
É favorável ter um objetivo a seguir.

Interpretação

O movimento de renovação encontra total acolhida. É o que promete a frase “entra e sai” de modo desembaraçado, em segurança. Após um período de obscuridade, a luz regressa com seu poder luminoso, de florescimento, e encontra todo o espaço disponível. Os velhos modelos podem ser abandonados e o novo encontra as portas abertas.

Os “amigos que chegam” indicam que o momento é oportuno para as associações em torno de ideais comuns. Sempre que os propósitos forem solidários, haverá sucesso e ausência de erros. Todas as coisas que se encontrarem em harmonia com o tempo fluirão de modo espontâneo, sem qualquer necessidade de pressões artificiais.

Os “sete dias” simbolizam o processo de circulação (material ou de energias sutis) em perfeita harmonia com os movimentos dos céus, ou seja, com a lei fundamental da criação, que se desenrola em sete passos.

Conselho

Os antigos reis fechavam as passagens durante os solstícios, e os mercadores não podiam viajar. Até mesmo os príncipes não visitavam suas terras nesse período.

Interpretação

Tudo o que se encontra em seu início deve ser cuidado e fortalecido pelo repouso, até estar consolidado. O homem atento vela para que os impulsos nascentes não sejam desperdiçados pela precipitação ou falta de cautela. O equilíbrio e a retidão são os melhores aliados no momento em que as forças retornam.

____________________________________

Linhas móveis

Linha móvel (nove) na primeira posição significa:

Retorno de uma curta distância.
Não é necessário remorso.
Grande boa fortuna!

Pequenos desvios do bem não podem ser evitados. Porém, é preciso retroceder a tempo, antes de ir longe demais. Isto é especialmente importante na formação do caráter. Todo pensamento maléfico, por menor que seja, deve ser imediatamente afastado, antes que avance demais e se enraíze na mente. Assim, não haverá necessidade de arrependimento, e tudo irá bem.

Linha móvel (seis) na segunda posição significa:

Retorno tranqüilo.
Boa fortuna.

O retorno é um ato de autodomínio e sempre exige decisão. Isto se torna mais fácil quando uma pessoa se encontra em boa companhia. Se consegue pôr de lado o orgulho e segue o exemplo dos homens de bem, encontra boa fortuna.

Linha móvel (seis) na terceira posição significa:

Retorno repetido.
Perigo. Nenhuma culpa.

Há pessoas que, em virtude de certa instabilidade interior, tendem constantemente a retroceder. Esse movimento hesitante é sem dúvida perigoso e, com freqüência, se deixa afastar do bem em virtude de desejos descontrolados para, em seguida, retroceder, mudando sua opinião. Mas como isso também não conduz a uma consolidação do mal, a tendência geral a superar o defeito não está excluída por completo.

Linha móvel (seis) na quarta posição significa:

Andando no meio dos outros,
retorna-se sozinho.

Alguém se encontra em meio a uma sociedade de homens inferiores, mas se mantém ligado por vínculos interiores a um amigo forte e bom; isso o leva a retornar sozinho. Embora não se faça qualquer menção à recompensa ou castigo, esse retorno é certamente favorável, pois a opção pelo bem traz sua própria recompensa.

Linha móvel (seis) na quinta posição significa:

Retorno digno.
Nenhum arrependimento.

Quando o movimento do retorno chega, não se deve buscar refúgio em desculpas banais e sim proceder a uma introspecção e a um auto-exame. Caso se tenha cometido algum erro, deve-se tomar a nobre decisão de reconhecer o erro. Ninguém se arrependerá de seguir esse caminho.

Linha móvel (seis) na sexta posição significa:

Perde-se o retorno. Infortúnio.
Infortúnio interno e externo.
Se os exércitos forem postos em marcha desta forma,
sofrerão, ao final, uma grande derrota,
desastrosa para o governante do país.
Durante dez anos não se estará em condições de atacar.

Quando se perde o momento certo para o retorno, encontra-se o infortúnio. O infortúnio tem sua causa interna numa atitude errônea diante do mundo. O infortúnio externo é conseqüência dessa atitude errônea. Descreva-se aqui uma cega obstinação, e o julgamento correspondente.

Sobre Constantino K. Riemma

Constantino K. Riemma
É autor de diversos textos sobre I Ching, Astrologia e Tarô. Trabalha como Terapeuta há 20 anos utilizando estas linguagens simbólicas como ferramenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *