Home / Significado dos 64 Hexagramas / Hexagrama 53 – Progresso gradual

Hexagrama 53 – Progresso gradual

O Significado do hexagrama 53 do I Ching 'Progresso Gradual'

O oráculo

Progresso gradual. O casamento da jovem traz boa fortuna.
A persistência no curso correto traz recompensa.

Interpretação

O cenário é de tudo aquilo que cresce e se desenvolve pouco a pouco, passo a passo. Indica as condições afetivas e as formalidades que são gradualmente preenchidas até uma jovem acompanhar seu esposo para constituir um novo lar. O mesmo modelo pode ser aplicado às diferentes iniciativas pessoais ou profissionais, às relações de parceria ou àquelas em que se quer exercer alguma influência sobre os outros.

Um progresso gradual não significa falta de ânimo ou de coragem. Indica que o avanço lento, com passos seguros, garante conquistas estáveis e duradouras. Os obstáculos vencidos desse modo não esgotam os recursos e são transpostos com maior eficácia.

Quando cultivamos de verdade a paciência e a tranqüilidade interior, essas virtudes se exteriorizam como suavidade e adaptação, firmes e penetrantes. O caráter do crescimento gradual se manifesta na linha do tempo e, por essa razão, necessita da perseverança numa direção clara e compreensível.

Conselho

O homem nobre, por manter sua virtude e dignidade, inclina o povo para a bondade.

Interpretação

Para que se possa exercer influência sobre outros, os estímulos devem ser persistentes e graduais. Nenhum choque ou despertar repentino tem efeitos duradouros. O crescimento individual ou de grupos precisa ser orgânico como o de uma árvore. Para o processo ter êxito, é indispensável que a personalidade que exerce influência cultive suas próprias virtudes e esteja em constante esforço de aprimoramento moral.

____________________________________

Linhas móveis

Todas as linhas deste hexagrama representam etapas no vôo do ganso selvagem. Esta ave é o símbolo da fidelidade conjugal, pois se acredita que após a morte de seu companheiro nunca mais se une a outro.

Linha móvel (seis) na primeira posição significa:

O ganso selvagem aproxima-se gradualmente da margem.
O jovem filho está em perigo.
Há comentários.
Nenhuma culpa.

A primeira linha mostra a etapa inicial do vôo das aves aquáticas, partindo das águas rumos às alturas. A margem foi alcançada. Esta é a situação de um jovem solitário que procura seu caminho de vida. Como ninguém vem em seu auxílio, seus primeiros passos são lentos, hesitantes, e ele está cercado de perigos. Naturalmente ele é muito criticado. Mas são essas mesmas dificuldades que fazem com que ele não se precipite, e seu progresso tenha sucesso.

Linha móvel (seis) na segunda posição significa:

O ganso selvagem dirige-se gradualmente aos rochedos,
comendo e bebendo em paz e harmonia.
Boa fortuna.

O rochedo é um lugar segundo na margem. o desenvolvimento avançou mais um passo. A incerteza inicial foi superada, tendo-se alcançado uma posição segura que garante os recursos para se viver. Esse primeiro êxito abre possibilidade de autuação, desperta certa alegria e possibilita que se caminhe com tranqüilidade em direção ao futuro.

Diz-se que o ganso selvagem chama seus companheiros quando encontra comida; esse é o símbolo de paz e concórdia em meio à boa fortuna. Ele não deseja a felicidade só para si, mas está disposto a compartilhá-la com os outros.

Linha móvel (nove) na terceira posição significa:

O ganso selvagem dirige-se pouco a pouco ao planalto.
O homem parte, e não regressa.
A mulher está grávida, mas não dá à luz.
Infortúnio!
É favorável preveni-se contra ladrões.

O planalto é um local seco, impróprio ao ganso selvagem. Se ele vai para lá, é sinal que se extraviou, tendo ido longe demais. Isso contraria a lei de seu desenvolvimento.

O mesmo ocorre na vida humana. Quando o homem impede que as coisas se desenvolvam com tranqüilidade e toma a iniciativa, lançando-se de maneira precipitada à luta, o resultado será o infortúnio. Ele arrisca a própria vida e assim leva sua família à ruína. Porém, isso não é de todo necessário, é apenas a conseqüência de se ter transgredido a lei da evolução natural. Se ele não toma a iniciativa de provocar a luta, mas apenas limita-se a manter com energia a sua posição, repelindo ataques injustos, tudo correrá bem.

Linha móvel (seis) na quarta posição significa:

O ganso selvagem dirige-se pouco a pouco à árvore.
Talvez encontre um galho plano.
Nenhuma culpa.

A árvore não é um lugar apropriado para um ganso selvagem. Mas se ele for inteligente, encontrará um galho plano e largo sobre o qual possa ficar de pé.

No decorrer de sua vida muitas vezes um homem se vê em situações que não lhe correspondem, nas quais dificilmente poderá evitar o perigo. É importante, então, ser sensível e flexível. Isso lhe possibilitará encontrar um lugar seguro em que possa viver, mesmo estando cercado por perigo.

Linha móvel (nove) na quinta posição significa:

O ganso selvagem dirige-se pouco a pouco ao cume.
Durante três anos a mulher não tem filhos.
Ao final nada poderá impedi-la.
Boa fortuna!

O cume é um lugar alto. O homem que se encontra numa posição elevada poderá facilmente ficar isolado. Ele não é compreendido por aqueles de quem mais depende: a mulher pelo seu marido, o funcionário pelo seu chefe. Isso decorre da intromissão de pessoas falsas. Como conseqüências, esses relacionamentos permanecem estéreis e nada se realiza. Mas à medida que o desenvolvimento prossegue, esses desentendimentos são superados e ao final a reconciliação se realiza.

Linha móvel (nove) na sexta posição significa:

O ganso selvagem dirige-se, pouco a pouco, à altura das nuvens.
Suas penas podem ser usadas na dança sagrada.
Boa fortuna!

Aqui a vida chega a seu termo. A tarefa está concluída. O caminho se dirige às alturas, rumo ao céu, como o vôo dos gansos selvagens quando deixam para trás a terra. Lá, ao alto, eles voam, em ordem, mantendo uma rigorosa formação.
E quando suas penas caem, podem ser utilizadas como ornamento nas pantomimas das danças sagradas nos templos.
Assim a vida de um homem que alcança a plenitude é como uma luz brilhando sobre as pessoas na terra que, admirando-a, seguem-lhe o exemplo.

Sobre Constantino K. Riemma

Constantino K. Riemma
É autor de diversos textos sobre I Ching, Astrologia e Tarô. Trabalha como Terapeuta há 20 anos utilizando estas linguagens simbólicas como ferramenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *