Home / Significado dos 64 Hexagramas / Hexagrama 01 – O Princípio Criador

Hexagrama 01 – O Princípio Criador

O Significado do Hexagrama 01 do I Ching 'O Pricípio Criador'

O oráculo

O Princípio Criador. Sublime sucesso!
O Criador representa tudo o que é grande,
primordial, favorável, exato e firme.

Interpretação

Esse hexagrama simboliza o Céu, o Pai, a atividade incansável, a irradiação da luz.

Representa o movimento das esferas celestes que orienta os seres humanos na inesgotável sucessão dos ciclos de vida, em todos os níveis da manifestação. O princípio Criador se revela através da Mudança, da eterna transmutação dos elementos.

A origem de todas as criaturas está ligada ao Céu, a Fonte de tudo. É ele que faz as nuvens andarem, a chuva cair e todos os seres assumirem suas formas próprias. Seu fulgor ofuscante permeia todas as coisas, da primeira à última, levando-as sempre ao seu destino, cada uma a seu tempo. Os atributos essenciais do Céu são a grandiosidade, a força, o equilíbrio e a retidão.

De acordo com o Criador, o homem que busca a qualidade nunca deixa de exercer as quatro virtudes celestes: a bondade, a conduta perfeita, a justiça e a sabedoria. Se pautamos nossa conduta e nosso modo de vida à luz da harmonia universal, nossa persistência é amplamente recompensada.

Conselho

O homem nobre é incansável em suas atividades.

Interpretação

O céu se move com poder incansável, gerando um movimento ininterrupto que dura através dos tempos e além de toda medida. Sua duração sustenta a sucessão dos dias e das estações, a renovação e a permanência da vida universal.

O sábio, o homem sensato, se inspira nesse modelo para cultivar seu crescimento interior e exercer uma influência duradoura. Para se tornar forte, ele deve se afastar voluntariamente de tudo que é vulgar e dispersivo. Pela delimitação consciente de seu campo de ação, ele dispõe de uma energia inesgotável.

____________________________________

Linhas móveis

Linha móvel (nove) na primeira posição significa:

Dragão oculto. Não atue.

O dragão tem, na China, uma conotação completamente diferente daquela que tem no Ocidente. Simboliza a força propulsora, eletricamente carregada, dinâmica, que se manifesta nas tempestades. No inverno essa força recolhe-se de volta à terra; no começo do verão reativa-se, surgindo no céu como relâmpago e trovão. Como conseqüência as forças criativas na terra redespertam-se. Essa força criadora ainda está oculta na terra e, assim, seus efeitos, por enquanto, não são perceptíveis. Aplicado às circunstâncias humanas, isso significa que um grande homem ainda não é reconhecido como tal. Entretanto, ele permanece fiel a si mesmo. Não permite que êxitos e fracassos exteriores o influenciem, mas, confiante em sua força, espera no momento propício.
Deve-se aguardar com tranqüilidade e paciência. O momento oportuno virá. Uma poderosa vontade prevalecerá. Mas é preciso não desperdiçar prematuramente suas energias tentando obter algo, pela força, antes de seu tempo.

Linha móvel (nove) na segunda posição significa:

Dragão aparecendo no campo.
É favorável procurar o grande homem.

Começam a manifestar-se aqui os efeitos do poder luminoso. Aplicado ao âmbito humano, significa que o grande homem aparece em seu campo de atividade. Não ocupa uma posição de comando, encontra-se ainda entre subalternos. Porém, o que o distingue dos outros é sua seriedade de propósitos, sua absoluta confiabilidade e a influência que exerce, sem esforço consciente, sobre seu ambiente. Um tal homem está destinado a ter grande influência e a conduzir o mundo à ordem. Por isso é favorável ir ao seu encontro.

Linha móvel (nove) na terceira posição significa:

O homem superior permanece criativamente ativo o dia todo.
Preocupações ainda o envolvem ao anoitecer.
Perigo. Nenhuma culpa.

Uma esfera de influência se abre para o grande homem. Sua fama começa a difundir-se. Multidões vêm a ele. Sua força interna está à altura do aumento de atividade externa. Há muito que fazer e até mesmo à noite, enquanto outros repousam, planos e preocupações o pressionam. Mas um perigo ameaça nessa transição do plano inferior para as alturas. Grandes homens arruinaram-se quando foram cercados pela multidão e por ela arrastados a seus próprios rumos. Nesse caso a ambição teria corrompido a integridade interior. Mas tentações não podem macular a verdadeira grandeza. Aquele que permanecer em empatia com o tempo que surge e suas exigências, será assim prudente o suficiente para evitar desvios e culpas.

Linha móvel (nove) na quarta posição significa:

Vôo hesitante sobre as profundezas.
Nenhuma culpa.

Alcançou-se aqui o ponto de transição, onde a liberdade de escolha pode atuar. Uma dupla possibilidade é apresentada ao grande homem: elevar-se tornando-se influente, ou recolher-se à solidão e desenvolver-se em silêncio. Ele pode seguir o caminho do herói ou o do santo sábio que busca reclusão. Não há regra que determine o caminho certo. Todo aquele que se encontra em tal situação deve decidir livremente, de acordo com os princípios mais profundos de sua natureza interna. Se ele atua com toda veracidade e solidez, encontra o caminho que lhe corresponde e este será para ele o caminho certo e sem culpa.

Linha móvel (nove) na quinta posição significa:

Dragão voando nos céus.
É favorável ver o grande homem.

O grande homem chegou, aqui, à esfera dos seres celestiais. Sua influência se estende, tornando-se visível em todo o mundo. Todo aquele que o contempla pode considerar-se abençoado. Confúcio faz o seguinte comentário a respeito desta linha: “As coisas que se harmonizam em tom, vibram em conjunto. As coisas que, entre si, têm afinidade em suas essências mais íntimas atraem-se mutuamente. A água flui para o que é úmido, o fogo volta-se para o que é sexo. As nuvens (o sopro dos céus) seguem o dragão, o vento (o sopro da terra) segue o tigre. Ergue-se assim o sábio, e todos os seres seguem-no com o olhar. O que nasce do céu tende para o que está acima; o que nasce da terra tende para o que está abaixo. Cada um segue o que lhe corresponde”.

Linha móvel (nove) na sexta posição significa:

Dragão arrogante terá motivo de arrependimento.

Quando alguém pretende subir tão alto que perde o contato com o resto da humanidade isola-se e isso conduz, necessariamente, ao fracasso. Aqui há uma advertência contra aspirações titânicas que excedem as forças disponíveis. A conseqüência seria uma queda nas profundezas.

Quando todas as linhas são móveis (nove) isso significa:

Aparece uma revoada de dragões sem cabeça.
Boa fortuna.

Quando todas as linhas são móveis, o hexagrama entre em movimento e se transforma no hexagrama 2 – O Receptivo, cuja característica é a devoção. A força do Criativo se une à suavidade do Receptivo. A força está indicada pela revoada dos dragões e, a suavidade, pelo fato de suas cabeças estarem ocultas. Isso significa que a suavidade na ação, unida à força de decisão, traz boa fortuna.

Sobre Constantino K. Riemma

Constantino K. Riemma
É autor de diversos textos sobre I Ching, Astrologia e Tarô. Trabalha como Terapeuta há 20 anos utilizando estas linguagens simbólicas como ferramenta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *